10 dicas de como lidar com os deficientes

Como lidar com um deficiente ¿ Se você encontrar com uma pessoa com deficiência, que atitude tomar ¿ Listei 10 dicas ou atitudes para ajudar a lidar com a situação.

1-      COMO CHAMAR- prefira o termo muldialmente aceito “ pessoa com deficiência.”, seja física, auditiva, visual ou intelectual. Os termos cego e surdo podem ser utilizados. Evite os termos “ inválido”, “aleijado”, “excepcional”, “retardado”, “incapaz” ou “defeituoso.”

2-      AO CONVERSAR- é importante notar que para quem está sentado é incômodo olhar para cima por muito tempo.Ao conversar com um cadeirante, se possível, lembre=se de sentar para que vocês dois fiquem com os olhos no mesmo nível.

3-      COMO OFERECER AJUDA- se encontrar com uma pessoa com deficiência e achar que está em dificuldade ofereça ajuda.Caso ela aceite, pergunte como proceder. As pessoas tem suas maneiras de se utilizarem das rampas, atravessar a rua, e, às vezes uma tentativa inadequada de ajuda pode atrapalhar.Outras vezes, o auxílio é essencial. Pergunte e saberá o que fazer e não fique chateado se a ajuda for recusada.

4-      COMO AJUDAR UM DEFICIENTE VISUAL- nunca ajude sem perguntar como fazer. Se sua ajuda como guia for aceita, coloque a mão da pessoa no seu cotovelo dobrado. Ela vai acompanhar o movimento do seu corpo enquanto anda. Num local estreito coloque seu braço para trás para que a pessoa continue te seguindo.

5-      COMO TRATÁ-LAS- trate-as com naturalidade, enxergando a pessoa e não sua deficiência.Trate-as com o mesmo respeito e consideração dispensados às demais pessoas. No convívio social ou profissional, nas as exclua das atividades normais. Deixe que elas decidam se querem e como participar.

6-      NÃO SE INTIMIDE, TENHA PACIÊNCIA - ao encontrar um deficiente, saiba que ele pode fazer movimentos involuntários com pernas e braços e apresentar movimentos estranhos no rosto. Não se intimide! Trate-o com naturalidade e respeite o seu ritmo, que normalmente é mais lento que o normal. Tenha paciência em ouví-lo, pois eles podem apresentar dificuldade na fala. Não confunda esta lentidão com deficiência intelectual.

7-      APROXIME-SE- não tenha medo de se aproximar dos deficientes, eles não são contagiosos, não são bravos , não são agressivos, não mordem e não machucam. Eles querem a sua amizade, são extremanete amorosos. Você só tem a ganhar com o contato.

8-      PERGUNTE- eu não me importo se as pessoas perguntam algo sobre o meu filho deficiente. Tudo que é feito com carinho, com jeitinho, a gente aceita, entende e gosta. Prefiro quem se aproxima e puxa conversa do que aqueles que ficam olhando de longe como se fôssemos de outro planeta. Perguntas são bem vindas, é sinal de que você se interessa pela causa e quer se aproximar. Seja bem vindo!

9-      RESPEITE NOSSAS VAGAS-  saiba que estacionar no local reservado aos deficientes não é luxo nem privilégio e sim necessidade. Portanto, respeite! Para nós estacionar próximo à entrada dos locais faz uma diferença e tanto pois em nosso país a a acessibilidade não é realidade. Faltam guias rebaixadas , rampas e ruas asfaltadas. O mais próximo que pudermos parar facilita e muito nosso acesso. Respeite!

10-   FAÇA VOLUNTARIADO- você não imagina o quanto pode ser gratificante ser voluntário de uma ONG. Tem muitos locais e pessoas precisando de sua ajuda. Procure em sua cidade alguma instituição que faça um trabalho sério e mãos à obra! Os deficientes e pessoas que precisam de ajudam agradecem e você ainda pode desfrutar de uma gostosa e sincera amizade.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Conpartilhe

Postagens Relacionadas

Próximo
« Anterior
Anterior
Próximo »