A noticia que eu não queria ouvir : a sala especial vai ser fechada

foto texto O FIM DA CLASSE ESPECIAL. TRISTE FIM.

Nesta semana recebemos a noticia :  a sala especial da Escola Sophia Velter Salgado vai ser fechada em janeiro de 2015.


 A diretoria de ensino  de Campinas, de  maneira fria e sem muitas explicações, informou individualmente a cada um dos responsáveis pelos 13 alunos  que o Governo do Estado não mais os atenderá.


 Não nos deram a opção da inclusão em sala regular . A mim alegaram que Danilo tem grave paralisia cerebral e não existem profissioais capacitados.  Para o Danilo o direito á educação foi negado.


 Nos ultimos quatro meses meu filho progrediu fisica e emocionalmene, sorriu, ganhou amigos, professora especializada. Ganhou vida nova.


 A alternativa que deram é colocá-lo na Apae . É instituição e não escola! Perco o direito ao transporte adaptado- chamado de Ligado e ao cuidador. Como levá-lo até á instituição, que fica do outro lado da cidade, sendo que eu e meu marido trabalhamos o dia todo? E as  mães, que não tem carro e dependem de outros meios de locomoção ¿


 No Brasil tivemos o inicio da Política Nacional de Educação Especial em 2008.Ate 2012, o número de alunos com deficiência na escola regular passou de 306 mil para 620 mil, um aumento de 102,78%. A educação inclusiva se baseia na premissa de que é preciso olhar para o aluno de forma individualizada e colaborativa, comtemplando suas habilidades e dificuldades no aprendizado em grupo. “ A escola deve ser um lugar de encontro, de igualdade  e desenvolvimento. Para isso precisamos construir um espaço-tempo de gestão que acolha as diferenças existentes no mundo.”, diz Cláudia Mauch, pedagoga e coordenadora do Mais- Diferenças, instituição que atua como consultora na implementação de praticas e politicas inclusivas.


Em Campinas, me parece que esta Política de Educação Inclusiva não é respeitada. Que pena! Que perda! Decisões sãp locais, ficamos nas mãos dos que decidem.


 Chorei igual recém nascido ao falarem do meu filho como se ele fosse um número, um ser descartável para a sociedade. Chorei, pus tudo para fora. Dentro de mim nasce uma leoa, uma leoa voraz, com sede de vitoria.


 O que nos resta? Aguardar a decisao de um juiz, Nosso processo está em trâmite no Ministério Público de Campinas, O promotor Valcir Kobori pediu explicações ao Secretário Estadual da Educação e em breve saberemos que rumo o processo vai tomar


Os vereadores de Campinas, que fizeram uma moção de apelo a nosso favor, permanecem nos apoiando. O vereador Jorge da Farmácia fez um pronunciamento na Câmara quando soube do fechamento, indignado com a decisão.

Conpartilhe

Postagens Relacionadas

Próximo
« Anterior
Anterior
Próximo »