À vida, minha gratidão.

À vida, minha gratidão.
 
À vida, minha gratidão



fer brolezi

Não é só o nome que eu e meu xará Fernando temos em comum. Agitados, ansiosos, falamos e corremos!
Corremos e nos fortalecemos !
A sua voz e sua vontade em incluir também são minhas, Fer. É de todos!
Fala que queremos te escutar!

À vida, gratidão por ter me apresentado a corrida.
À corrida, gratidão por ter me feito redescobrir o prazer de viver.

Ele fala o que o cadeirante não verbal gostaria de expressar. A voz dele não cala. Ela fala pelo Danilo, pelo João Vitor, pelo Mauricio ,pelo Gabriel, pelos gêmeos e pelo Alex.


Grito da liberdade!


Correr é muito mais que empurrar uma cadeira. Correr vai além dos nossos domingos na Lagoa do Taquaral. Das 139 mensagens no Whatss app. Por trás do grupo, a missão de unir famílias que por um destino inexplicado, foram açoitadas pela paralisia.

Virou amizade. Virou vicio! Virou! Fomos presenteados pela vida!

À ela, nossa gratidão!

Fer, pode falar que nós te escutamos.



No propósito e na direção de Deus, sempre!

 — 

A paz que a corrida traz.

A paz que a corrida traz.



A paz que a corrida trouxe.

 

dan calmo

Se me perguntarem qual o maior benefício que a corrida trouxe ao DAN eu vou te pedir para olhar a foto ao lado. Semblante tranquilo, carinha serena e bem posicionado na cadeira.


Uma criança inquieta encontrou paz. Colocou-se em posição confortável. Uma mãe agitada diminuíu ansiedade. Nossos olhos se cruzam e nos comunicamos. " Mamãe, eu amo correr!" Nada nem ninguém vai nos impedir de seguir em nossa missão. Hoje somos um grupo. Famílias envolvidas. Vínculo.

São três anos de caminhadas, corridas, suor, lágrimas e dedicação. Eu insisti ; muitos achavam que era loucura levar um filho deficiente para correr. O coração e a mente me empurravam. Ignorei o que precisava ser ignorado. Eu fui. Eu continuarei indo. FOCO. FÉ.

Os benefícios do esporte vieram aos poucos. Quanto mais condicionada me encontrei, me concentrei em você, Dan
Pude olhar dentro do seus olhos e perguntar se realmente queria. No início eram 5 km.... Este ano fizemos 14! E a meta é chegar nos 21k...meio maratonistas!

Escrevo para incentivar mães, pais, irmãos e familiares de pessoas com Deficiencia. Quero ver os jovens fora de casa; quero ver os jovens próximo da natureza e do sol , quero ver os jovens uns ao lado dos outros. Eles se reconhecem e se entendem! A Deficiencia não impede de amar, fazer amizade e ter acesso ao lazer.

Mães, não tenham medo de sair com as crias! Temos um grupo de corrida inclusiva que quer te acolher. Nos encontramos todos os domingos às 9 hrs da manhã na Lagoa do Taquaral.
O esporte mudou a minha vida e de toda a família .... E pode mudar a sua também.
Acredite!

Dandan manda beijos para todos . Deus abençoe a cada um que leu esse post.

 





O sorriso do Maurício.

O sorriso do Maurício.
 



Vivian Lima-1

Ele assistiu a reportagem na TV e chamou as irmãs. Na tela, cadeirantes corredores. No coração, o desejo de estar presente. Eles mandaram mensagem, chegaram juntos.

A vida como ela é!


Mariliza e Milca, as irmãs, trouxeram nosso sorridente Mauricio.
O jovem de 40 anos ( quase 4.1 né Mauricio? ) me fez ter certeza que o grupo de corrida é de todos nós. Um dia eu tive coragem de sair da toca e correr ... A força me impulsionou e incentivou. Tomou uma proporção que eu só via nos meus raros sonhos.

É Mauricio.... Vc escutou a voz dos meninos corredores te chamando! A voz de Deus. Igual a você têm muitos que precisam saber como é gostoso ir para a Lagoa do Taquaral aos domingos, ser conduzido por outros pais, amigos e voluntários
Na foto, o Julio, pai do João Vitor, te leva para frente e além!
O seu desejo é o de tantos outros jovens....que aparecem nos meus já não tão raros ...sonhos.

No primeiro dia o Mauricio foi apresentado para a turma, entende e se comunica pelo olhar, pelo sorriso e por sons que são palavras sábias! Agora ele já chega com cara de atleta: óculos, capacete, roupa esportiva.

O esporte é mágico e transforma.
Renova.
Reacende.
Resplandece.
Confirma.

As irmãs cuidam do Mauricio. Amor, união, companheirismo para este que é o verdadeiro homem da casa. Com H maiúsculo. Os pais faleceram e o jovem jamais perdeu a esperança de encontrar alegria. Ele sabia o caminho! Os domingos já não são mais os mesmos, né família Goulart? Divino ter vocês!

Por todos que já estão nessa caminhada há mais de dois anos, pelos que chegam, pelos que serão enviados. Nossa gratidão a cada um. O desejo e a necessidade são um só: viver a vida da melhor maneira possível, no tempo destinado a cada um de nós!

Cada corrida é uma emoção, um suspiro na alma, um relaxamento natural de músculos.

PAZ.

Mauricio, seu sorriso é contagiante. Que as corridas estendam cada vez mais esta alegria. Estamos juntos !

À EPTV nossa gratidão por nos proporcionar essa mudança de vida para cada uma das famílias.

O mundo inclusivo começa dentro de cada um de nós!

Foto Vivian Lima.